A defesa da Amazônia e a defesa cibernética são alguns dos temas que serão tratados durante o XIV Congresso Acadêmico sobre Defesa Nacional, que acontece de 24 a 28 julho, na Academia Militar das Agulhas Negras (AMAN), em Resende (RJ). Na abertura do evento, 300 estudantes de 30 universidades de todo o Brasil, além de cadetes das Forças Armadas, assistiram na manhã desta segunda-feira (24), a palestra do secretário geral do Ministério da Defesa (MD), general Joaquim Silva e Luna, que tratou do tema “A Guerra do Presente”.

O general Silva e Luna chegou ao auditório do teatro General Leônidas, acompanhado do secretario de Pessoal, Ensino, Saúde e Desporto (Sepesd) do MD, brigadeiro Ricardo Machado Vieira, do comandante da AMAN, general Ricardo Augusto Ferreira Costa Neves e de autoridades das três Forças. Em sua apresentação, o secretario geral ressaltou as mudanças de paradigmas nos conflitos atuais e a constante influência da sociedade e da imprensa, por meio das mídias sociais, em relação as áreas de conflitos. Nos próximos dias as atividades estarão divididas entre palestras, apresentações e discussões dos artigos selecionados para o Congresso.

O Congresso Acadêmico sobre Defesa Nacional é uma iniciativa do MD e tem por objetivos estimular a interação entre professores e alunos das escolas militares e das Instituições de Ensino Superior (IES), promovendo o debate acerca de problemas relevantes para o País e contribuir para a difusão dos assuntos de defesa no âmbito da sociedade brasileira.

Na sexta-feira (28), o evento será encerrado com uma palestra do secretário nacional de Segurança Pública do Ministério da Justiça, general Carlos Alberto dos Santos Cruz, que falará sobre “A atual situação da segurança pública no Brasil e sua relação com a Defesa Nacional”. Antes de integrar a equipe da Justiça, o general Santos Cruz foi comandante das Forças de Paz no Haiti e depois no Congo.

Fuente: defesa.gov.br