Os ataques cibernéticos vêm crescendo de forma acelerada no mundo inteiro e já são considerados, por muitos, como um vetor da guerra, capaz de alterar as relações entre países. Diante dos desafios envolvidos no enfrentamento a crimes desta natureza, faz-se necessário estabelecer parcerias com órgãos civis e militares do Brasil e de outros países. Nesse contexto, começou nesta terça-feira (1), em Brasília, o V Seminário Internacional de Defesa Cibernética, que reúne militares das Forças Armadas, institutos nacionais e internacionais e especialistas dos mais diversos órgãos, com o objetivo de estreitar relações e incentivar o debate em torno do assunto.

999 999 820"La red [Red de Política de Seguridad] tiene como objetivo final trabajar para la identificación de amenazas comunes y, contribuir a la cooperación y conformación de una comunidad de seguridad entre nuestros países"

Fabián Novak
La reconfiguración del fenómeno del narcotráfico.

seminario géneroHasta la Academia de Estudios Políticos y estratégicos, ANEPE, se trasladó el Ministro de Defensa Nacional, José Antonio Gómez, para inaugurar el Seminario sobre Políticas de Género en las Fuerzas Armadas.

A defesa da Amazônia e a defesa cibernética são alguns dos temas que serão tratados durante o XIV Congresso Acadêmico sobre Defesa Nacional, que acontece de 24 a 28 julho, na Academia Militar das Agulhas Negras (AMAN), em Resende (RJ). Na abertura do evento, 300 estudantes de 30 universidades de todo o Brasil, além de cadetes das Forças Armadas, assistiram na manhã desta segunda-feira (24), a palestra do secretário geral do Ministério da Defesa (MD), general Joaquim Silva e Luna, que tratou do tema “A Guerra do Presente”.

O ministro da Defesa, Raul Jungmann, participou do encontro realizado pelo Instituto Brasileiro de Estudos em Defesa Pandiá Calógeras (IBED), na tarde desta sexta-feira (14), na sede do Centro Brasileiro de Relações Internacionais, no Rio de Janeiro (RJ).