O ministro da Defesa interino, Joaquim Silva e Luna, conversou nesta quarta-feira (18), por telefone, com o secretário de Defesa dos Estados Unidos, James Mattis.

Provocado pelo governo dos EUA, esse primeiro contato oficial teve como principal objetivo reforçar a relação entre os dois países, abrindo um canal direto de comunicação entre os representantes da Defesa do Brasil e dos Estados Unidos.

Durante a conversa, as duas autoridades trataram de temas como a proximidade histórica das duas nações, marcada, especialmente, pela participação do Brasil na II Guerra Mundial, ao lado dos aliados, além da participação de destaque do Brasil nas missões de paz da Organização das Nações Unidas.

O secretário de Defesa americano elogiou a liderança das tropas brasileiras na MINUSTAH (Missão das Nações Unidas para a Estabilização no Haiti.A questão da segurança na região de fronteira também esteve na pauta. O ministro da Defesa do Brasil falou, em linhas gerais, sobre as principais ações das Forças Armadas e sobre o desafio de promover a redução de ilícitos transfronteiriços numa região tão extensa (quase 17 mil quilômetros.

O ministro Silva e Luna também falou sobre a ajuda humanitária que o Brasil está coordenando junto à ONU e à Cruz Vermelha para os venezuelanos que buscaram o País como refúgio. Segundo o ministro, as ações são sempre voltadas ao acolhimento dessas pessoas, inclusive, com possibilidade de realocá-las para outras regiões do País, no processo chamado de interiorização.

O secretário de Defesa dos Estados Unidos agradeceu a conversa, destacou o quanto a experiência dos dele e do ministro Silva e Luna na área de Defesa facilita o diálogo entre os dois países, e convidou o ministro para um próximo encontro presencial, ainda sem data definida.

 

Fonte: defesa.gov.br