O Exercício Cooperación VI, que ocorre de 3 a 12 de abril em Mendonza, na Argentina, foi tema da reunião do 32º Comitê do Sistema de Cooperação entre as Forças Aéreas Americanas (Sicofaa). O comitê reuniu representantes de 14 países em Brasília (DF) até a sexta-feira, 8. 

O exercício, voltado para treinar ações de ajuda humanitária em caso de desastres naturais, visa à preparação de militares das Forças Aéreas americanas para atuações conjuntas em apoio a catástrofes. Esse tipo de trabalho foi necessário em situações reais, como o terremoto no México em 2017.

Segundo o secretário do 32º Comitê, coronel Gerson Aparecido Cavalcanti de Oliveira, durante o encontro foi realizada a Final Planning Conference (FPC) do Exercício Cooperación VI. Trata-se do último estágio de planejamento de um exercício, com a conclusão de documentos operacionais que vão reger o evento. “Ficou definido que o cenário simulado será o de um terremoto seguido de tsunami que teria acontecido na Colômbia. Isso porque o próximo exercício, Cooperación VII, que utilizará meios aéreos, será naquele país”, explicou.

Na simulação, as principais ações treinadas serão evacuação aeromédica, transporte de suprimentos aos atingidos pela tragédia, evacuação de pessoal que está em área de risco e ações contra incêndio – que, na Força Aérea Brasileira (FAB), são realizadas pelo C-130 Hércules.
“Foi muito produtivo. A Força Aérea Brasileira realizou um evento de excelência, onde foram concretizados todos os objetivos propostos”, avalia o coronel Cavalcanti. 

Fuente: https://www.defesa.gov.br/noticias/52742-encontro-discute-operacao-conjunta-a-ser-realizada-em-abril-na-argentina