Ao se despedir do cargo de ministro da Defesa, nesta terça-feira, o recém-empossado ministro Extraordinário da Segurança Pública, Raul Jungmann, destacou o apoio incondicional e a atuação impecável das Forças Armadas.

Após quase dois anos à frente da Defesa, Raul Jungmann foi nomeado hoje como titular da nova pasta de Segurança Pública, criada pelo governo para integrar as ações de enfrentamento à violência no País. No lugar de Jungmann, o então secretário-geral da pasta, general Joaquim Silva e Luna, assume interinamente o cargo de ministro da Defesa.

Durante cerimônia realizada no Palácio do Planalto, marcada por uma salva de palmas levantada por Jungmann em homenagem aos militares, o presidente da República, Michel Temer, também agradeceu o empenho dos comandantes da Marinha, do Exército e da Aeronáutica em todas as suas ações, mas, especialmente, na atuação em apoio à segurança.

“Você pediu muito bem os aplausos para os comandantes das nossas Forças Armadas”, disse o presidente à Jungmann, “porque, desde o primeiro momento, quando pedi a cooperação das Forças Armadas no tópico da segurança pública, eles jamais se negaram, ao contrário, se entusiasmaram e deram apoio extraordinário”, completou.

Na visão de Temer, o trabalho realizado por militares das Forças Armadas no âmbito da Operação Varredura e em outras ações voltadas a Garantia da Lei e da Ordem são exemplos recentes e muito claros do comprometimento dos militares com a nação.

“Basta olhar o que foi feito nos presídios, no ano passado, e o que tem sido feito com as chamadas GLOs”, destacou o presidente.

O ministro Raul Jungmann também fez questão de agradecer às Forças, nas figuras dos comandantes da Marinha, Eduardo Bacellar Leal Ferreira; do Exército, general Eduardo Dias da Costa Villas Bôas; da Aeronáutica, brigadeiro Nivaldo Luiz Rossato; e do chefe do Estado-Maior Conjunto das Forças Armadas (EMCFA), almirante Ademir Sobrinho.

Para Jungmann, muito além do aspecto profissional, a relação com os comandantes se transformou numa respeitosa e afetuosa amizade “sempre presidida pelos valores da República”, destacou o ministro, que se dirigiu aos presentes completando: “se as senhoras e os senhores querem uma síntese do que são as Forças Armadas, mirem-se no exemplo desses comandantes, nas suas qualidades, nos seus compromissos, na sua honestidade e na sua lealdade. São exemplares e eu peço uma salva de palmas a eles”, finalizou.

Fuente: defesa.gov.br